RETROFIT NO DESIGN DE INTERIORES

05/11/2015

O Retrofit é arte de customizar, dando uma nova roupagem ao ambiente, com o mínimo de custo possível, reaproveitando objetos já existentes, preservando aspectos originais.  

Ainda pode ser definido, como a modernização do que já está ultrapassado, mantendo características originais. É a mistura do antigo com o novo, pois você pega um objeto antigo e o transforma em um objeto moderno.

Esta técnica surgiu na Europa. É uma palavra inglesa, que deriva da junção do termo latino "retro", que significa movimentar-se para trás e o termo inglês "fit" que significa ajuste.

Este método é mais utilizado na arquitetura com a readaptação de edificações antigas, mas nada impede que também seja utilizado no design de interiores.

O retrofit tem a vantagem de contribuir com a sustentabilidade pela reutilização de materiais e a inserção de tecnologia sustentável. Sem falar que reduz os custos com a reforma.

Mas, atenção, retrofit não pode ser confundido com reforma, muito menos com restauração. Na reforma há uma mudança completa, sem se preocupar em manter as características originais. Já na restauração, há uma manutenção total das características originais. O retrofit, por sua vez, é o meio termo entre a restauração e a reforma, aqui há uma modernização, mantendo as características originais.

Por Aline Soares.

*As imagens utilizadas no post não são autorais, todas foram retiradas do google imagem. Caso esteja usando alguma foto sua, por gentileza, entre em contato, para que seja atribuído os devidos créditos.